Colóquio de filosofia: dia 02/12 às 11h na sala Ls05 (subsolo do prédio Leme)

coloquio53

Débora Cristina Morato Pinto – Doutora em Filosofia pela Universidade de São Paulo, com tese defendida na área de História da Filosofia Contemporânea, sob orientação do Prof. Dr. Franklin Leopoldo e Silva. Concentra suas pesquisas na obra de Henri Bergson, especialmente nos temas da consciência, memória e vida. Publicou artigos e capítulos de livro no campo da filosofia francesa contemporânea. É professora do Departamento de Filosofia e Metodologia das Ciências da UFSCar desde 2002, e orientadora de mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Filosofia da mesma instituição. Foi professora visitante na Université de Toulouse II – Le Mirail (em 2008) e na Universidade de Coimbra (2016), pelo Master Mundus Europhilosophie. Foi Pró-Reitora de Pós-Graduação da UFSCar de 2012 a 2016.

Duração, intuição e crivo dos fatos na filosofia da vida em Bergson. Uma leitura da Evolução Criadora.

Apresentaremos aqui as principais direções do núcleo metafísico da filosofia de Bergson, a teoria da vida que apreende o seu significado como criação. Mais precisamente, mostraremos como a gênese ideal a matéria e da inteligência, ponto central da obra A Evolução Criadora, surge como consequência de um elaborado trabalho de análise dos fatos circunscritos e explorados no campo da biologia evolutiva, os quais funcionam como balizas para apreensão do movimento da vida, isto é, do seu sentido. Nossa intenção consiste em mostrar como o famoso método proposta por Bergson para a filosofia, a intuição, funciona através da refração de uma noção “vaga” cuja expressão mais adequada é uma imagem (e não um conceito) – o elã vital – refração pelos fatos cuja interpretação filosófica se vê capaz de lhes extrair as lições. De um lado, os fatos, ao proporcionarem uma análise objetiva, oferecem as condições (de resto indispensáveis) para que a imagem do elã vital se conforme em teoria. Por outro, é essa imagem que torna o estudo da vida capaz de seguir os fatos e preencher lacunas que se apresentam em sua observação, e isto devido ao potencial eminentemente crítico da intuição em sentido “psicológico”. Esse centro teórico da obra de Bergson esclarece dúvidas pertinentes sobre a proposta de uma metafísica “positiva” ou “concreta”.

XII PHILOS – Semana de Graduação do Departamento de Filosofia da PUC-Rio

O departamento de Filosofia convida para o XII PHILOS – Semana de Graduação do Departamento de Filosofia da PUC-Rio.

14937181_1216096748464314_627345929783668500_n

Corpo e Arte (dia 08 de novembro de 2016)

8:45 – 9:00h – Abertura: Prof. Edgar Lyra
9:00 – 9:20h – Guinter Butzke: Amadorismo ou profissionalismo: eis a questão
9:20 – 9:40h – Geraldo Pereira Junior: A beleza do esporte como teia de relações conceituais
9:40 – 9:50h – Debate

10:05 – 10:45h – Luiza Melo e Márcia Ferreira: O corpo na história da arte
10:45 – 10:55h – Debate

11:10 – 12:10h – Prof. Luiz Camillo Osorio: palestra de encerramento do dia
12:10 – 12:30h – Debate

Ontologias do Corpo (dia 09 de novembro de 2016)

9:00 – 9:20h – Yan Piorno: Spinoza e o Corpo
9:20 – 9:40h – Alan Torres: Hegel e o Corpo
9:40 – 9:50h – Debate

10:05 – 10:25h – Laila Caroline: Corpo e Alma na Sexta Meditação de Descartes
10:25 – 10:45h – German Mejia: Sobre a identificação do corpos no espaço e no tempo
10:45 – 10:55h – Debate

11:10 – 12:10h – Prof. Maxime Rovere: Palestra de encerramento do dia
12:10 – 12:30h – Debate

Corpo e Política (dia 10 de novembro de 2016)

9:00 – 9:20h – Flávio de Paula: O corpo como estrutura básica para a relacionalidade humana
9:20 – 9:40h – Henrique Rondinelli: Neurociência como projeto de conhecimento
9:40 – 10:00h – Rodrigo Cunha: Deixar morrer no Maranhão – uma leitura foucaultiana da crise em Pedrinhas
10:00 – 10:15h – Debate

10:30 – 11:15h – Black Mirror – Episódio 1, terceira temporada: Nosedive
11:15 – 12:15h – Prof. Rodrigo Nunes: comentário do vídeo e palestra de encerramento da semana
12:25 – 12:35h – Debate

Organizado por: Luiza Melo, Márcia Ferreira, Paula Bicalho, Thiago Pamplona e Yan Piorno

Nova palestra do INCog: Upgrading Theories of Consciousness to Multisensory Consciousness

O INCog promove a palestra Upgrading Theories of Consciousness to Multisensory Consciousness, que será ministrada pela Profª. Ophelia Deroy (Institute of Philosophy, Londres – RU), no dia 08/11, das 11h às 13h, na sala LF42 – 4º andar do Ed. Padre Leonel Franca.

O evento será aberto e gratuito, não sendo necessária prévia inscrição.

palestra-upgrading-theories-of-consciousness-to-multisensory-consciousness

Colóquio de filosofia: dia 04/11, às 11h – Rauschenberg encounters Dante: drawing a modern Inferno

palestra-do-prof-ed-krcma
Ed Krčma é um historiador da arte que ensina na University of East Anglia. Grande parte da sua pesquisa concerne à história e à teoria do desenho no período do pós-guerra, na Europa ocidental e na América, com foco nas questões da temporalidade e da materialidade. Suas pesquisas em Henri Matisse, Wols, Eva Hesse e Tassita Dean, por exemplo, foram publicadas em revistas tais como Art HistoryOxford Art JournalMaster Drawings e Tate Papers. Completou recentemente um trabalho sobre os desenhos de Robert Rauschenberg do Inferno de Dante que aparecerá no catálogo da próxima retrospectiva da Tate/MoMA. 

Palestra: Rauschenberg encontra Dante: desenhando um inferno moderno (a palestra será proferida em inglês)

Em 1958 o artista americano Robert Rauschenberg deu início a um novo projeto ambicioso: fazer um desenho para cada um dos trinta e quatro cantos do Inferno de Dante. Ele levou dois anos e meio para completar as ilustrações e, desde a época de sua primeira apresentação pública em Nova Iorque no fim de 1960, elas foram consideradas como algumas de suas mais significativas realizações. Rauschenberg empregou uma técnica inventada por ele para fazer os desenhos: transferência de solvente. Aqui, imagens tiradas de revistas e jornais contemporâneos primeiramente mergulhadas em combustível leve eram depois esfregadas no seu lado inverso, forçando a tinta a passar para a folha desenhada. O resultado era uma imagem vacilante, estriada, semi-presente, ao mesmo tempo o resíduo das imagens dos meios de comunicação cotidianos e um análogo alterado para o conteúdo da épica de Dante. Apresentando novas descobertas de arquivos concernentes à matéria-prima de Rauschenberg com relação a desenhos específicos, esta palestra investiga a relação das ilustrações da própria épica medieval de Dante com as condições sócio-políticas americanas em 1960, bem como com aspectos-chaves dos debates dominantes sobre a arte em Nova Iorque nessa época.

Colóquio de filosofia: sexta, 04/11 às 14h, sala L1156 – David Ferris (University of Boulder)

coloquio52
David Ferris é professor de Literatura Comparada e Humanidades na University of Colorado at Boulder. Suas pesquisas e ensino giram em torno da literatura moderna e da teoria crítica. Seu trabalho recente inclui ensaios sobre Rilke, elegia e teologia da linguagem em Geoffrey Hill, traduções de Shelley, a imagem moral em Harthorne, o messianismo de Agamben, Diderot e Fragonard, a política do inútil em Benjamim, memória em Proust, paradoxo estético em Jacques Rancière, vida e interrupção em Blanchot e Keats e a estetização da Grécia e Schiller.

Palestra: A Política da Comunidade (a palestra será proferida em inglês)
 Nesta palestra, passagens da A comunidade que vem de Giorgio Agamben e a abordagem da comunidade por Jean-Luc-Nancy em A comunidade inoperante serão colocadas uma contra a outra, a fim de entender o diferente conceito de política presente em cada um desses pensadores.

Palestras do prof. Pierre Wagner – amanhã, dia 25/10, e dia 01/11

No âmbito do Projeto Capes/Cofecub entre a PUC-Rio e a universidade Paris 1 teremos a visita do Professor Pierre Wagner de 24 de outubro à 6 de novembro. Além de outras atividades com os membros do projeto ele dará as duas palestras anunciadas abaixo.

Pierre Wagner

Université Paris 1 – Panthéon-Sorbonne

A critical review of logical pluralisms
25/10 às 10hs sala 1156 Cardeal Leme

What is the normative role of logic
01/11 às 10hs sala 1156 Cardeal Leme

The first talk is a critical examination of contemporary discussions about logical pluralism (as illustrated by Shapiro, Varieties of logic, Beall and Restall, Logical Pluralism, Field, “Pluralism in Logic” among others), trying to separate the wheat from the chaff and finding out what the real issues are and how to characterize them.

In the second talk, I propose to make the connection between pluralism and the issue of normativity of logic. The starting point could be Field’s paper on “What is the normative role of logic”, published the same year as the previous one on pluralism.

50º Colóquio de filosofia: sexta-feira 07/10 às 11h, sala L540 – “The Will’s Free Choice: Did Descartes Change His Mind in the Principles?”

coloquio50

Thomas M. Lennon, PhD Ohio State 1968, spent his whole career at the University of Western Ontario retiring in 2011. Almost all of his published work has been in the history of early modern philosophy, comprising over a hundred articles and several books, most notably, The Battle of the Gods and Giants: The philosophical legacies of Descartes and Gassendi, 1638-1715 ( Princeton University Press, 1993), Reading Bayle (University of Toronto Press, 1999), The Plain Truth: Descartes, Huet, and Skepticism (Brill, 2008).

Abstract: There is an an on-going debate in the literature over the question as to whether Descartes was a libertarian on freedom of the will. The Meditations suggests that he was not,  but a later text indicates that he was. Some commentators think that he must have changed his mind on the question in the Principles. This paper argues that the Principles is not at all a libertarian text.

Transmissão ao vivo da palestra do Prof. Angioni “A Metafísica de Aristóteles: categorias, prioridade e causalidade”, quarta-feira, dia 28/9

Convidamos a todos para a transmissão ao vivo da palestra do Prof. Angioni sobre a Metafísica de Aristóteles, na próxima Quarta-Feira (28/9), às 14h.
O NUFA irá projetar a palestra em seu data-show e poderemos participar, via internet, do debate com o Prof. Angioni, que estará na UnB.
Aqueles que não puderem estar presentes, poderão acompanhar a palestra por este link: https://youtu.be/azNcymlUfcA
No entanto, reforçamos o convite para estarmos todos no NUFA, pois certamente teremos bons motivos para debater, tanto entre nós quanto com os demais pesquisadores espalhados pelo Brasil que acompanharão a palestra ao vivo.