XII PHILOS – Semana de Graduação do Departamento de Filosofia da PUC-Rio

O departamento de Filosofia convida para o XII PHILOS – Semana de Graduação do Departamento de Filosofia da PUC-Rio.

14937181_1216096748464314_627345929783668500_n

Corpo e Arte (dia 08 de novembro de 2016)

8:45 – 9:00h – Abertura: Prof. Edgar Lyra
9:00 – 9:20h – Guinter Butzke: Amadorismo ou profissionalismo: eis a questão
9:20 – 9:40h – Geraldo Pereira Junior: A beleza do esporte como teia de relações conceituais
9:40 – 9:50h – Debate

10:05 – 10:45h – Luiza Melo e Márcia Ferreira: O corpo na história da arte
10:45 – 10:55h – Debate

11:10 – 12:10h – Prof. Luiz Camillo Osorio: palestra de encerramento do dia
12:10 – 12:30h – Debate

Ontologias do Corpo (dia 09 de novembro de 2016)

9:00 – 9:20h – Yan Piorno: Spinoza e o Corpo
9:20 – 9:40h – Alan Torres: Hegel e o Corpo
9:40 – 9:50h – Debate

10:05 – 10:25h – Laila Caroline: Corpo e Alma na Sexta Meditação de Descartes
10:25 – 10:45h – German Mejia: Sobre a identificação do corpos no espaço e no tempo
10:45 – 10:55h – Debate

11:10 – 12:10h – Prof. Maxime Rovere: Palestra de encerramento do dia
12:10 – 12:30h – Debate

Corpo e Política (dia 10 de novembro de 2016)

9:00 – 9:20h – Flávio de Paula: O corpo como estrutura básica para a relacionalidade humana
9:20 – 9:40h – Henrique Rondinelli: Neurociência como projeto de conhecimento
9:40 – 10:00h – Rodrigo Cunha: Deixar morrer no Maranhão – uma leitura foucaultiana da crise em Pedrinhas
10:00 – 10:15h – Debate

10:30 – 11:15h – Black Mirror – Episódio 1, terceira temporada: Nosedive
11:15 – 12:15h – Prof. Rodrigo Nunes: comentário do vídeo e palestra de encerramento da semana
12:25 – 12:35h – Debate

Organizado por: Luiza Melo, Márcia Ferreira, Paula Bicalho, Thiago Pamplona e Yan Piorno

Anúncios

30/08 – Minicurso com o Prof. George Caffentzis: “O Petróleo e Outros Sangues”

 

“O Petróleo e Outros Sangues”
Minicurso com o Prof. George Caffentzis (University of Southern Maine)
autor de In Letters of Blood and Fire
 
terça, 30 de agosto
13h-15h – sala L456
15h – intervalo
16h-19h – sala L438
Prédio Cardeal Leme, PUC-Rio 
Desde o ponto de vista da teoria do valor-trabalho, a indústria petroleira é altamente paradoxal: como pode uma área cujos trabalhadores produzem muito pouca mais-valia contar com três das dez empresas mais lucrativas do planeta? Com efeito, a indústria do petróleo é ao mesmo tempo um caso excepcional e, como diria Hegel, o “universal concreto” do capitalismo.
A primeira parte deste curso se dedicará a uma análise marxista do petróleo, mostrando que o valor deste produto não
é produzido pelo tempo de trabalho dos trabalhadores da extração, mas é valor transferido de outras partes do sistema; seu papel como mercadoria básica, isto é, mercadoria usada na produção de quase todas as mercadorias; o modo como a força de trabalho que o produz inclui aqueles que trabalham na reprodução desta força de trabalho; entre outros temas.
Na segunda parte, os elementos desenvolvidos na primeira serão empregados na discussão de questões contemporâneas como: o debate em torno do Antropoceno e o conceito de “Capitaloceno”; ‘peak oil’ (o pico da produção de petróleo) e a queda dos preços do barril; geopolítica do Oriente Médio; o petróleo nas negociações internacionais do clima; e a crise global de reprodução social.
George Caffentzis é professor aposentado da University of Southern Maine, EUA. Reconhecido mundialmente como um dos maiores expoentes do chamado “marxismo autônomo” norteamericano, é autor, entre outros,de Clipped Coins, Abused Words and Civil Government: John Locke’s Philosophy of Money (New York: Autonomedia/ Semiotext(e) Press, 1989); Exciting the Industry of Mankind: George Berkeley’s Philosophy of Money (Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 2000); e In Letters of Blood and Fire: Work, Machines, and Value (Oakland: PM Press, 2013). Ao lado de Silvia Federici e de Peter Linebaugh, é membro do coletivo Midnight Notes, com o qual escreveu diversos artigos e panfletos e editou os volumes Midnight Oil: Work, Energy, War, 1973–1992 (New York: Autonomedia, 1992) e Auroras of the Zapatistas: Local and Global Struggles in the Fourth World War (New York: Autonomedia, 2001). 
O curso será em inglês; haverá tradução disponível para as perguntas.

Minicurso sobre o Górgias de Platão

Dias 29 e 30 de junho e 1 de julho

Mini-auditório do RDC, das 15:00 às 18:00

Programa :

Aula 1- Le Gorgias et la mise à l’épreuve du dialogue philosophique

Le dialogue philosophique est difficile voire impossible dans le Gorgias. Ni Gorgias, ni Polos, ni Calliclès ne répondent aux exigences du dialogue véritable dont le philosophe énonce à plusieurs reprises les règles. La dialogue se termine par une aporie, Socrate se retrouvant seul à la fin du dialogue et racontant un mythe que Calliclès prendra pour un conte de bonnes femmes.

Et pourtant, le Gorgias est par excellence le dialogue philosophique qui nous permet de comprendre ce que philosopher signifie au delà des simples règles de méthode.

Aula 2- Comédie et intelligence dans le Gorgias

Dans le Gorgias, l’usage platonicien de la comédie est au service de l’intelligence, permettant d’avoir une « vue d’en haut » du dialogue, plus juste, et d’apprendre à mieux lire le texte.

Aula 3- La toute puissance dans le Gorgias

Avec les trois interlocuteurs de Socrate, c’est à chaque fois la volonté de toute puissance qui est affirmée, de façon de plus en plus forte. La question de la toute puissance et la nécessité de la limiter est au cœur du dialogue. C’est l’enjeu auquel se trouve confronté le philosophe.

Para fazer download da programação: Minicurso Górgias de Platão

 

Programação da XVII SAF 2016

Caros colegas e professores,

é com alegria que encaminhamos a programação da XVII SAF (de 16 a 20.05) e os convidamos a participar deste encontro. Salientamos a importância desta iniciativa que nos aproxima e reúne com pesquisadores de outras Universidades, fortalecendo o nosso departamento a cada ano e enquanto um centro de pesquisa na área da Filosofia para o qual pretendemos contribuir com as nossas pesquisas.

A organização deste evento requer um esforço salutar que nos impele a desejar que esta semana seja especialmente vívida e para tal precisamos contar com a presença de todos. Pedimos que, se possível, integrem os horários das aulas na participação da SAF, porque afinal trata-se de uma  semana em que as discussões podem abrir-se a novas perspectivas e atingir outros intervenientes.

Por gentileza, divulguem entre aqueles que possam se interessar. Em breve enviaremos a versão final com o folder oficial.

Gratos e com um até breve,

Felipe Gall, Uriel Nascimento e Virgínia Mota

Clique no link a seguir para baixar a programação: Horários XVII SAF

I Encontro de História da Filosofia na UNIRIO — “Sobre o Infinito” (Filosofia UNIRIO/Grupo de Estudos Espinosanos da USP)

I Encontro de História da Filosofia na UNIRIO — “Sobre o Infinito”, que acontecerá no dia 03 de dezembro de 2015 (quinta-feira), na UNIRIO (Campus Urca).
O evento contará com o lançamento de recentes traduções de Espinosa, elaboradas por membros do Grupo de Estudos Espinosanos da USP: Ética (bilíngue, lançada pela EDUSP) e Princípios da filosofia cartesiana e Pensamentos metafísicos (bilíngue, ed. Autêntica, trad. Homero Santiago e Luís César Oliva). Haverá, também, a apresentação do “Projeto Ethica Espinosa” — por Lorenzo Vinciguerra ( Univ. Picardie Jules Verne) e Patrick Fontana (diretor artístico do Projeto Ethica) — e uma conferência (“Espinosa: infinito e imanência”) da Profa. Marilena Chaui.
Para ver a programação, clique no seguinte link: Programação_I_Encontro_Historia_da_Filosofia_Unirio
encontro-spinoza
encontro-spinoza2